A semente é a Palavra de Deus

Lucas 8:11
Ir para a nova loja

Conheça a Nova Loja Virtual

Aplicativo do Boa Semente

Leia as mensagens do devocionário no seu celular android

Bíblia Online

Leia e pesquise facilmente a bíblia em mais de 60 traduções

Congresso 2018

I Congresso DLC: Dispensações

Devocional do dia
Estudo do dia
QUINTA-FEIRA 27 JULHO
E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado 1 Coríntios 2:1-2

JESUS CRISTO, CRUCIFICADO

Quem é o Senhor Jesus? Um judeu, um simples carpinteiro, que só fez o que era bom. Mas Ele foi condenado à morte e crucificado. Ainda assim, Ele deixou Sua marca na história do mundo, como nenhum outro foi capaz. Para alguns Ele é um Homem sábio, outros O chamam de Mestre, outros ainda de Profeta. Como foi que aconteceu que esse Homem que viveu em pobreza, vindo de uma cidade sem importância na terra de Israel, que nunca escreveu um livro nem procurou se impor aos outros, tornou-se a Pessoa mais conhecida de toda a história? Por que tantos, nos dias atuais, estão preparados para segui-Lo, mesmo ao custo de suas próprias vidas? Através dos séculos homens, mulheres e crianças sem número têm entrado num relacionamento pessoal com o Senhor Jesus. Eles viram em Cristo alguém muito maior que apenas um mestre ou um profeta. Eles ouviram Sua mensagem e reagiram à mesma. Como resultado chegaram a conhecê-Lo como Aquele que Ele realmente é: verdadeiro Deus e verdadeiro Homem, perfeito em amor e verdade. Eles O aceitaram como Salvador. Sua vida e morte, Sua ressurreição e Sua mensagem abriu para eles uma nova perspectiva de vida.
Cada um de nós pode conhecer o Senhor Jesus. Ele nos amou. Portanto, Ele não apenas diz o que queremos ouvir, mas o que precisamos ouvir. Ele deseja nos salvar, e não nos julgar. Então, leia o evangelho, as boas-novas que são para você! Creia no Senhor Jesus; Ele é o Salvador tanto para você quanto para mim.

1 Timóteo 3:1-16

A aspiração ao episcopado deve ser considerada uma prova de devoção à igreja. Exercer as funções de bispo (ou ancião) e as de diácono (ou servo) não é uma questão de estudos ou exames, mas de qualificações morais. Elas caem em duas categorias: (1) um bom testemunho na igreja e fora dela; (2) uma experiência adquirida na vida cristã.

Em toda casa existem regras de conduta, uma disciplina coletiva à que cada um se submete. Assim ocorre na casa do Deus vivente: a igreja (ver 1 Coríntios 14:40). Não somos livres, absolutamente, para nos comportar nela como desejarmos. Ela é a coluna sobre a qual o nome de Cristo, a Verdade, está escrito, a fim de torná-lo conhecido ao mundo inteiro.

Grande é o mistério da piedade, porque grande é a Pessoa sobre a qual estão fundadas nossas relações com Deus. A vinda do Senhor Jesus como homem à terra, a perfeita justiça de todo o Seu andar no poder do Espírito Santo e sob o olhar dos anjos, Seu Nome pregado e crido aqui embaixo, e, finalmente, Sua ascensão à glória constituem os elementos inseparáveis desse mistério intangível confiado à igreja. Esta é responsável diante do Senhor de sustentar e guardar toda a verdade (v. 15).