Todos os dias os soldados se perguntavam quanto tempo faltava para serem liberados do serviço militar. Ainda que a maioria dos nossos leitores não seja militar, para muitos de nós, geralmente, a vida se parece com uma luta. Entretanto, a pergunta é legítima. Quanto tempo nos resta? Quanto falta para o ano terminar... para que a vida acabe?

Sem ser pessimista, é necessário reconhecer que um dia ou outro teremos que pensar no que há além da morte. E se é necessário pensar desde agora é porque essa “continuação da vida” depende do presente: Deus nos deu certo número de dias, e é legítimo que nos peça contas sobre como os utilizamos.

O caso pode parecer desesperador, porque “como se justificaria o homem para com Deus?” (Jó 9:2). Mesmo tendo a aparência de uma pessoa honesta, todos temos claramente muitas coisas que nos reprovam.

Felizmente Deus também pensou nisso. Como sabia de antemão que nenhum de nós poderia ser digno de Sua presença, fez tudo o que era necessário para remediar a situação. Se aproximou de nós por meio do Senhor Jesus Cristo. Fez cair sobre Ele o castigo que merecíamos por todos os nossos pecados. Graças à obra de Cristo na cruz, Deus pode perdoar-nos; e quer salvar-nos por meio dEle.

Hoje, Deus te convida para aceitar Sua salvação.