Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.

Salmo 91:1

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DOS SALMOS (Leia Salmo 91)

  Se, em relação ao passado, a gratidão deve ser o sentimento característico (Salmo 90), o sentimento predominante em nós, com relação ao futuro, deve ser a fé em Deus. Grandes perigos espirituais rondam o filho de Deus. Quem é o passarinheiro (v. 3), o leão e a serpente, se não o próprio Satanás (v. 13)? A “peste que se propaga nas trevas” (vv. 3, 6) também nos fala do pecado não confessado, algo mais profundo que uma simples doença. A “seta que voa de dia” (v. 5) fala sobre pensamentos maus que assaltam nossa mente por causa de algo que vemos na rua, lemos ou ouvimos. O “terror noturno” (v. 5) podem ser as preocupações que nos atormentam e impedem o sono tranquilo que o Senhor preparou para nós (Salmo 4:8). Porém, qualquer que seja a ameaça ou armadilha, temos uma fortaleza, um refúgio: o próprio Deus Todo-poderoso (vv. 1, 2, 9). Sigamos o exemplo do Senhor Jesus que, em meio aos mesmos perigos, mostrou Sua fé perfeita. No deserto, Cristo soube como confundir e amarrar o tentador que ousou citar este salmo de maneira distorcida. Do versículo 9 em diante, as promessas de Deus vêm em resposta à oração do Homem perfeito. E todos os que se apegam a Ele com amor, podem desfrutar delas (v. 14).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *