E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o.

Mateus 17:5

CRISTO “NÃO COMETEU PECADO” (1 Pedro 2:22)

  A vida do Senhor Jesus está descrita nos Evangelhos, escrito por testemunhas daquela época que foram guiados pelo Espírito Santo. Ficamos muito tristes em saber que, nos últimos tempos, alguns têm utilizado sua imaginação, suas capacidades literárias e artísticas para contradizer estes testemunhos e assim criar dúvidas sobre a santa vida do Filho de Deus. Trememos pensando no juízo que uma blasfêmia semelhante merece. Deixemo-nos iluminar pela beleza moral dAquele que pode dizer: “Quem vê a mim vê o Pai” (João 14:9).

  Acompanhemos ao Senhor Jesus em Seu caminho, lendo o que a Seu respeito nos é relatado nas Escrituras. Aquele que veio do céu viveu num mundo corrompido, sem que nenhuma tentação o fizesse cair. “Jesus de Nazaré… o qual andou fazendo bem” (Atos 10:38). Jesus Cristo foi contraditado e injuriado, mas “quando o injuriavam, não injuriava” (1 Pedro 2:23). Durante a vida do Senhor Jesus nesta terra, em duas ocasiões os céus se abriram para que Deus declarasse: “Este é o meu amado Filho”. Como Ele não tinha pecado, pôde levar sobre Si os pecados de todos os que creem nEle e, desse modo, expiá-los; sofreu no lugar deles o juízo que a justiça de Deus exigia. Morreu crucificado, mas logo ressuscitou e subiu para o céu. 

  Sempre que uma má palavra tenha saído da nossa boca, manchando a Pessoa de Jesus Cristo diante de outras pessoas, confessemo-la sem demora à Ele, pedindo, por sua vez, a sabedoria e a humildade necessárias para confessar também nossa falta às pessoas.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *