Pela fé ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado; sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito... Considerou que Deus era poderoso para até dentre os mortos o ressuscitar.

Hebreus 11:17-18

A FÉ COLOCADA À PROVA

  Existem provações, das quais parece que Deus atua de uma forma que não tem nada a ver com Seu amor. A vida de Abraão é o exemplo mais típico. Deus lhe havia feito algumas promessas que deveriam cumprir-se nos descendentes do seu único filho, Isaque, e em seguida Deus pediu a Abraão que oferecesse a esse filho em sacrifício. Todavia, Abraão confiava mais na Palavra de Deus do que na vida de Isaque; ele sabia que a vida de seu filho dependia dessa Palavra. E não se enganou.

  Ninguém pode fazer nosso Deus mudar. Ele nos salvou pagando um grande preço, a vida de Seu Filho Jesus Cristo, tornando-nos assim em Seus amados filhos, todavia Ele irá completar em nós Sua obra. Somente Ele conhece a necessidade e os métodos que vai utilizar para isso. Será que Deus deveria nos dar saúde e uma condição de vida fácil enquanto muitos não desfrutam de tais privilégios? 

  Deus não nos conduziu a Ele apenas para o tempo de nossas vidas aqui na terra, mas também para toda a eternidade. O que se vê, seja agradável ou não, é temporal, mas aquilo que não se vê, é eterno. Que Deus nos ensine a ver as coisas como Ele as vê. No céu, na presença de Cristo, também veremos e entenderemos que essas coisas são assim. 

  É certo que sofremos quando passamos por circunstâncias difíceis: lutas, enfermidades, solidão, etc. Mas o Senhor também nos diz: “Não te deixarei, nem te desampararei” (Hebreus 13:5). O Senhor Jesus sofreu muito na terra; Ele está ao lado dos que sofrem e lhes dá paz. 

  “Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência” (Tiago 1:3).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *