E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem [Jesus] seja levantado; para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna... Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.

João 3:14-15,17

VOCÊ PRECISA OLHAR PARA LÁ

  Esta manhã fui dar um passeio na montanha com minha filha de quatro anos, Rosa. Era um dia maravilhoso de verão, e os campos estavam cobertos de flores e as cotovias trinavam sem cessar ao nosso redor. O caminho que conduzia ao cume era íngreme. Felizmente, perto dali havia um banco que nos convidava a descansar. Eu desejava sentar-me e contemplar a paisagem, mas Rosa não queria parar. Sua pequena mão segurava firmemente a minha para levar-me até a cruz (em alguns países, costuma-se marcar o cume de um monte com uma simples cruz de madeira). Logo, ela me dirigiu um olhar sério e me disse: ‘Isso é para o que você deve olhar’.

  Ela tinha toda a razão. No plano espiritual, o que devo mirar é a cruz de Cristo. Naquela ocasião no deserto, quando um israelita era mordido por uma serpente, somente podia ser curado olhando para a serpente de cobre que Moisés havia colocado numa haste. Do mesmo modo, por meio da fé, olho para o Senhor Jesus que morreu na cruz para libertar-me dos meus pecados e que ressuscitou para ser um Salvador vivo que intercede por mim. Seu amor, que O conduziu a morrer em meu lugar, me dá a paz e o gozo. 

  A cruz significa que o homem não pode obter a salvação por si mesmo. A intervenção do próprio Deus e os sofrimentos infinitos de Cristo foram necessários. Esse é o ponto central do cristianismo. Não é uma ética nem uma filosofia, e sim um ato: em Sua infinita bondade, Deus me estende a mão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *