O amor... não folga com a injustiça, mas folga com a verdade.

1 Coríntios 13:4,6

O AMOR SE ALEGRA COM A VIDA

  Do que falamos quando nos encontramos com um amigo? Nossas palavras refletem nossos pensamentos e nossos pensamentos voltam-se para o que nos interessa e o que nos preocupa. Quem sabe, às vezes, encontramos certa satisfação em criticar a esse ou aquele ou nos queixarmos dos mesmos. Podemos estar seguros de que cada vez que reagimos assim, não é o amor que nos anima. Vamos nos deter e voltar para o Senhor, confessando-Lhe essas tendências e esses deslizes. 

  De fato, o amor sempre se alegra com a verdade, nunca com o que é falso. Propagar rumores, falar mal dos demais, nunca é resultado do amor. Não se trata de fechar os olhos sobre a falsidade e a injustiça, e sim de concentrar-se tanto quanto for possível na verdade e na justiça. É necessário buscar o bem, esperar o bem e insistir no bem. Alegrar-se com os que ensinam o bem e vivem na verdade, isso é amor (3 João 4). 

  O amor anda de comum acordo com a compaixão e a compreensão do outro, sem nunca fazer um pacto com a hipocrisia, a mentira e a injustiça. Não se pode separar o amor, a verdade e a justiça. Quando diminuímos a um destes, enfraquecemos os demais.

  Amar ao irmão nos conduz a tomar resolutamente uma posição pela verdade e pelo bem. Em nossa época, em que temos uma grande margem de tolerância, geralmente prevalece a indiferença, e devemos nos recordar que o amor nunca se resigna a mentir. Quanto mais amamos uma pessoa, mais desejaremos que ela seja libertada do erro. Porque o erro sempre escraviza. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *