Dando graças ao Pai... o qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor; em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados.

Colossenses 1:12-14

ESCRAVO

  O homem que não conhece a Deus é escravo. Como? Essa afirmação é dura, você dirá. O homem, um ser inteligente, com vontade própria, responsável por seus atos, é chamado de escravo? Por acaso ele não possui a faculdade de compreender, de conhecer o que o cerca e de tomar decisões? Um escravo é aquele que depende de suas paixões culpáveis, das drogas, da televisão, da internet; também está incluído aquele que possui um defeito bastante arraigado. É comum ouvirmos: cada um tem seus defeitos. Como podemos pretender que o homem sem Deus (um ateu) seja um escravo quando se libertou de uma crença tão defasada?

  A Bíblia declara: “De quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo” (2 Pedro 2:19). A Bíblia diz que o homem separado de Deus é escravo do pecado. Pecar é não fazer a vontade de Deus, é dar as costas ao objetivo que Deus tinha preparado para o bem de Sua criatura.

  Mas Deus quer se aproximar de você e de mim; Ele deseja levantar-te e libertar-te. Ele se aproximou de nós por meio do Senhor Jesus Cristo, que morreu na cruz para expiar nossas culpas e libertar-nos do pecado. Agora, Ele espera que cada um de nós reconheça o próprio afastamento de Deus, que se arrependa e que aceite o dom da salvação que foi pago de um modo muito caro pelo Senhor Jesus Cristo. Aquele que se apropria do valor do sacrifício do Senhor Jesus Cristo já não é mais escravo do pecado, mas livre. A partir desse momento, ele se deixa guiar pelo Espírito de Deus, que lhe ensina a dizer, como o apóstolo: “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3:14).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *