Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores. Jesus... pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.

Isaías 53:3; Hebreus 12:2

CRISTO, HOMEM DE DORES, DE PACIÊNCIA, DE GOZO

  Cristo, à destra de Deus, é o Homem de paciência; outrora havia sido o Homem de dores e, no futuro, será o Homem de gozo: três diferentes aspectos e manifestações de Cristo como Homem. Em Cristo aqui sobre a terra — desprezado, rejeitado e experimentado nos sofrimentos— vemos o Homem de dores; e em nenhuma outra parte percebemos isso de forma mais nítida do que sobre a cruz. Mas onde Cristo está agora? À destra de Deus, onde, como o Homem de paciência, está esperando há quase 2000 anos pela glória e “que os seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés” (Hebreus 10:13).

  Porém, o pensamento mais bendito de todos é ver, no futuro, Àquele — que aqui na terra foi o Homem de dores — como o Homem de gozo, ungido “com óleo de alegria mais do que a teus companheiros” (Salmo 45:7). 

  Como Homem de dores, podemos levar todas as nossas tristezas e tudo o que tem nos machucado à Ele, cujo coração se quebrantou em aflição; sim, podemos ir à presença dAquele que diz: “… vede, se há dor como a minha dor”(Lamentações 1:12). Todavia, Ele será o Homem de gozo! Os nossos corações se alegram com o pensamento do gozo de Cristo? Exultamos com o fato de que não haverá rosto mais resplandecente, coração mais brilhante e perfeito em seu gozo como o Seu? Com certeza devemos ter paciência enquanto atravessamos este deserto, porém Ele nos conforta para que tenhamos bom ânimo, somente por um pouco mais de tempo, e Ele escreverá sobre nós o Seu novo nome, nome de gozo (Apocalipse 3:12). Que alegria para todos os que serão levados para esse lugar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *